Termômetro: Você sabe como usar todos os tipos?

Atualizado: Jul 30


Provavelmente você tem escutado muito a palavra "termômetro" nos últimos meses, não é mesmo? Por causa da pandemia do Covid-19, medir a temperatura para entrar em mercados, farmácias, comércio ou em outros lugares agora faz parte da rotina.


Como sabemos, termômetros são aparelhos usados para medir a temperatura ou as variações de temperatura. A temperatura de um objeto indica o grau de agitação térmica de suas partículas.


Termômetro é uma palavra de origem grega Therme (calor e medida) e o seu funcionamento baseia-se na Lei Zero da Termodinâmica (explicando de forma simples: significa que quando os corpos estão em equilíbrio térmico, não há uma diferença de energia térmica entre eles, portanto não ocorre transferência de calor).

Os primeiros termômetros confiáveis e de fato precisos foram construídos por Fahrenheit, por volta de 1720. O termômetro foi introduzido na medicina no século XVI.





Você sabe como o termômetro funciona?


Quando queremos determinar o valor da temperatura de um objeto, é necessário o colocarmos em contato com o termômetro até que se atinja o equilíbrio térmico, isto é, até que a temperatura do conjunto (termômetro + objeto) fique igual. Quando isso ocorre, dizemos que ambos estão com a mesma temperatura e tal temperatura pode ser verificada no termômetro.


Quais os tipos de termômetros?


  • Analógico ou de coluna (mercúrio)


Eles são fabricados em um vidro fino e frágil, com uma quantidade pequena de mercúrio em um tubo capilar (da espessura de um fio de cabelo) em seu interior.

Ao ser aquecido, o mercúrio expande, o que faz com que ele chegue a uma certa altura dentro do tubo, que são marcadas com os valores em Celsius (C°) ou Fahrenheit (F°).

Segundo ao site da ANVISA, a venda deste tipo de termômetro está proibida no Brasil desde 1 de Janeiro de 2019 devido a toxicidade do mercúrio. O uso do mercúrio pode trazer riscos para a saúde e para o meio ambiente.




  • Digital


O termômetro digital é o tipo mais comum encontrado em drogarias. Ele mostra a temperatura em uma pequena tela. Este tipo de termômetro não contém mercúrio.

Você pode colocar o termômetro embaixo da axila, mas obterá uma leitura mais precisa se medir dentro da boca.

Você também precisa seguir as instruções com cuidado: geralmente elas envolvem não ter tomado uma bebida ou comida quente, ou fria por 30 minutos antes de medir sua temperatura, ou ter acabado de fazer exercícios.




  • Infravermelho ou sem contato


Esse tipo de termômetro usa a tecnologia de infravermelho para detectar o calor proveniente da superfície da pele da pessoa. Não é preciso pressionar o dispositivo contra a pele ou colocá-lo na boca. O resultado da temperatura é mostrado em um display.

Termômetros sem contato tendem a ser mais caros, mas é o ideal para verificar a temperatura sem contato direto com as pessoas, o que requer uma frequência menor de higienização e agiliza o serviço. Ele é o mais indicado para comércios e serviços essenciais.







Vias de utilização


De nada adianta ter um equipamento moderno e preciso se você não usá-lo de maneira adequada. Então, vamos conhecer as vias de utilização. São elas:


  • Axilas

Indicado para qualquer pessoa acima de 3 anos de idade.

Como usar: Coloque o termômetro na axila, mantendo o braço fechado. A maioria dos instrumentos digitais emite um aviso sonoro ao final da leitura, que leva cerca de 3 minutos.

A temperatura axilar normal varia de 35,5°C a 37,2°C.


  • Auricular

Só é possível medir a temperatura auricular com um termômetro digital, fabricado especialmente para medir a temperatura do tímpano.

Como usar: Coloque a ponta do termômetro na orelha e aponte na direção do nariz, sempre com cuidado para não lesionar o tímpano. Espere o sinal sonoro para verificar a temperatura no display, que leva cerca de 2 segundos em média. Esse termômetro usa infravermelho para medir a temperatura no interior do canal auditivo, então o excesso de cera ou uma inflamação podem interferir no resultado.

A temperatura auricular normal varia de 36°C a 37,8°C.


  • Bucal

A medição pela boca pode ser feita com termômetros tradicionais. Existem no mercado termômetros em forma de chupeta para medir a temperatura de bebês. Não utilize termômetro de mercúrio para medição bucal.

É importante ter o cuidado de não ingerir líquidos ou alimentos, gelados ou quentes, por aproximadamente 30 minutos antes de fazer a medição.

Como usar: posicione o termômetro sob a língua durante o tempo necessário para leitura. Segure o termômetro com lábios, não com os dentes.

A temperatura bucal normal varia entre 36,6°C e 37,5°C.


  • Retal

É a medição mais precisa, indicada principalmente para bebês.

Como usar: Insira o termômetro no ânus e espere cerca de dois minutos, ou até ouvir o sinal sonoro.

A temperatura retal normal varia entre 36°C e 37,5°C.


  • Sem contato

Os termômetros por infravermelho podem medir a temperatura sem a necessidade de tocar o paciente.

Como usar: Aponte o sensor infravermelho para a testa e espere até que a leitura seja feita. A leitura é quase instantânea.

A única recomendação para este método é deixar o termômetro se adequar à temperatura do ambiente antes de usar. O ideal é deixá-lo no local de uso ou esperar 15 minutos, caso mude de lugar.



Você sabia?


  1. De acordo com o estudo Diagnóstico Preliminar sobre o Mercúrio no Brasil, a exposição a 1,2 mg de mercúrio por algumas horas pode causar bronquite química e fibrose pulmonar em seguida. Ainda segundo o documento, o mercúrio pode causar problemas ao sistema nervoso central e à tireoide, caso a exposição ao material ocorra por períodos longos. Dentre as formas do elemento, existe o metil-Hg, que é a mais tóxica aos organismos superiores, em especial aos mamíferos. O metil-Hg se acumula no sistema nervoso central, causando disfunção neural, paralisia e podendo levar à morte.

  2. Para converter os graus da escala Fahrenheit em Celsius, subtraia deles 32 e divida o resultado por 1,8. Para fazer um cálculo rápido e aproximado, divida os graus Fahrenheit por 2 e subtraia 15 do resultado. Para fazer a operação inversa (Celsius para Fahrenheit), multiplique por 1,8 e some 32 ao resultado.

  3. A temperatura mais baixa possível é 0 K (0 Kelvin), também conhecida como “zero absoluto”. Essa temperatura equivale a - 273,15 ºC ou a - 459,67 ºF.

  4. É possível descobrir uma temperatura em Kelvin, a partir da correlata em Celsius, simplesmente somando 273. Portanto, 100 ºC é o mesmo que 373 K, 101 ºC é o mesmo que 374 K, e assim por diante.

#expandmedico #termometro #saude #temperatura

137 visualizações

Expand Médico Ltda

Av. Wladimir Meirelles Ferreira, 1585. Sala 15. Jardim Botânico. Ribeirão Preto. SP

atendimento@expandmedico.com.br

Telefone: (16) 2111-9777 / 99316-2490