Dentes. Saúde bucal deficiente pode provocar doenças cardíacas?

Atualizado: Jul 2

Os dentes são formados por materiais duros e resistentes compostos basicamente por sais de cálcio e têm como principal função a desintegração mecânica dos alimentos, desempenhando também importante papel na dicção das palavras, juntamente com a língua e também na estética facial que é muito importante na autoestima e nas relações sociais.





Apesar das diferenças existentes entre os dentes, todos apresentam duas partes principais: raiz e coroa. A raiz é a parte que está inserida nos ossos, enquanto a coroa é a parte exposta. Os dentes incisivos, caninos e alguns pré-molares possuem uma única raiz, diferentemente dos molares, que podem apresentar duas ou três raízes. A polpa é uma porção rica em vasos sanguíneos e nervos que é formada por tecido conjuntivo e localiza-se no centro do dente. A dentina apresenta composição semelhante ao osso e envolve a porção da polpa. Por fim, observa-se o esmalte, uma substância extremamente resistente formada principalmente por fosfato de cálcio, que envolve a dentina.



Você sabia que temos 2 tipos de dentição durante a nossa vida?


O ser humano apresenta duas dentições completas, durante o seu desenvolvimento.

A primeira delas é a decídua, temporária ou popularmente conhecida como “dente de leite”. Em geral começa a aparecer ao 6º mês e se completa por volta dos dois anos de vida. Ao estar completa é composta por 20 dentes (10 na mandíbula e 10 na maxilar), e é trocada dos 6 aos 11 anos. O último a cair é o segundo molar decíduo.

Ao nascer não há normalmente dentes visíveis na boca, mas já se encontram muitos dentes nas diversas fases de desenvolvimento no interior da estrutura óssea das arcadas dentárias. A calcificação dos dentes de leite começa por volta do quarto mês de gestação; perto do fim do sexto mês todos os dentes de leite já começaram o seu desenvolvimento.


A segunda dentição, conhecida como permanente ou definitiva, começa a surgir aproximadamente aos 6 anos de idade e se completa aos 18 anos de vida da pessoa, e estando completa é composta por 32 dentes. O siso (terceiro molar) costuma aparecer aos 21 anos; por isso ficou conhecido como "dente do juízo".


Classificação e função dos dentes





Os caninos, também conhecidos como presas, têm a função de perfurar e rasgar os alimentos. Numa dentição completa, cada ser humano possui 4: 2 na arcada superior e 2 na arcada inferior.

Os dentes molares e pré-molares têm por função a trituração dos alimentos. No adulto que possui dentição completa são encontrados 8 dentes pré-molares e 12 molares.

Os dentes incisivos têm a função de cortar os alimentos. Os seres humanos possuem 8: 4 na arcada superior e 4 na arcada inferior.



Cuidados com os dentes


● Sempre escovar os dentes, usar o fio ou fita dental para retirar restos de comida que ficam entre eles. ● Utilização do raspador de língua para retirada da saburra, que causa mau hálito. ●Ter o cuidado de não escovar os dentes logo após o consumo de sucos ácidos ou refrigerantes, pois estes "retiram" o esmalte e assim, a escovação pode acabar desgastando-os. Esperar pelo menos 15 minutos. ● Fazer bochecho com uma solução de flúor todas as noites, após a escovação, quando indicado pelo seu dentista. ● Ir ao dentista pelo menos uma vez por ano. ● É aconselhável a utilização de cremes dentais fluoretados (dentifrícios com flúor). ●Dieta alimentar balanceada, reduzindo os alimentos compostos por açúcares entre as refeições, pois eles alteram o grau de acidez da saliva, facilitando o aparecimento das cáries nos dentes. (conhecido, no meio odontológico, como "convívio inteligente com o açúcar"). ● Quem usa próteses (pontes ou dentaduras) deve limpá-las diariamente e depois de cada refeição.



Curiosidades:

1 - O costume de mascar chicletes por muito tempo num dia “cansa” a mandíbula e pode estragar os dentes, porém, mascar chicletes sem açúcar por alguns minutos, estimula a secreção salivar, contribuindo para a limpeza dos dentes e melhora um pouco a halitose, mas é preciso tomar cuidado e mascar apenas chicletes sem açúcar. O xilitol (um dos componentes do chiclete sem açúcar) ajuda na prevenção de cáries por combater as bactérias causadoras dessa doença. Atenção: chicletes com açúcar alimentam a placa bacteriana na boca e provocam maior fermentação contribuindo para o aparecimento de cáries e outras doenças bucais.

2 - Estudos científicos comprovaram que a saúde bucal deficiente pode provocar doenças cardíacas. Uma inflamação nas válvulas cardíacas às vezes se origina na má higiene bucal. Bactérias que se alojam entre os dentes e a gengiva podem cair na corrente sanguínea e chegar ao peito. “Infecções na boca são o estopim para problemas no coração”, atesta o cardiologista Celso Amodeo, do Hospital do Coração, em São Paulo. “Para evitar o mal, escove bem os dentes e sempre use fio dental”, aconselha Laércio Vasconcelos, implantodentista da Clínica Branemark, em São Paulo.


3 - Por serem resistentes, constituindo uma das partes mais duras do nosso corpo os dentes costumam ser preservados por muito tempo mesmo após a morte, por este motivo, estão entre os materiais encontrados por paleontólogos, (estudiosos de fósseis) em suas escavações. Atenção: Não faça receitas caseiras para cuidar dos dentes, procure um profissional especializado. Vá ao dentista com regularidade.


#expandmedico #saude #dentes #saudebucal #saude

8 visualizações

Expand Médico Ltda

Av. Wladimir Meirelles Ferreira, 1585. Sala 15. Jardim Botânico. Ribeirão Preto. SP

atendimento@expandmedico.com.br

Telefone: (16) 2111-9777 / 99316-2490