Desodorante X Antitranspirante

Quando vamos no mercado ou na drogaria, encontramos uma variedade de produtos destinados a resolver o problema do mau cheiro do suor em nosso corpo, principalmente na região das axilas, não é mesmo?


Como saber qual seria o mais indicado no seu caso? Este artigo pode te dar uma mãozinha neste sentido.






Desodorante

É um cosmético usado para desodorizar, ou seja, mascarar ou neutralizar (acabar) o odor corporal. Se você é uma pessoa que não transpira muito e quer apenas diminuir o odor desagradável, um desodorante pode resolver os seus problemas.

O suor em si é inodoro e o cheiro desagradável aparece quando as bactérias existentes na pele metabolizam das proteínas presentes no suor.

O desodorante possui substâncias químicas, principalmente o triclosan, que são capazes de inibir o crescimento das bactérias na pele, mascarando assim o cheiro ruim.

Os desodorantes podem também apresentar outros componentes, como álcool e essências. Por isso, a exposição ao sol da axila com o desodorante (ou com qualquer produto que contenha álcool) pode provocar manchas e o escurecimento da pele.


Antitranspirante

É um cosmético que bloqueia temporariamente as glândulas sudoríparas para reduzir a transpiração.

Se você é uma pessoa que transpira muito e quer acabar com o odor desagradável, o antitranspirante é mais indicado para você.

Os antitranspirantes funcionam como inibidores da transpiração e mantêm o corpo relativamente seco.

O principal componente ativo dos antitranspirantes é o cloridrato de alumínio, cujos cátions Al3+ coagulam as proteínas, formando estruturas bloqueadoras que provocam o fechamento dos dutos das glândulas sudoríparas, reduzindo a produção do suor. Por causa disso, existe o risco de obstrução dos poros e inflamação da glândula. Algumas pessoas podem apresentar ainda irritação a componentes derivados do alumínio.

Qual o tipo adequado para a sua pele?

  • Creme: É o que mais hidrata a pele, por isso, se você depila as axilas com lâmina, essa é a melhor opção;

  • Roll-on: Esse tipo de desodorante não é muito indicado por ter contato direto com a pele, podendo ser contaminado;

  • Spray: No caso de desodorante ou antitranspirantes spray, eles se apresentam na forma líquida podendo causar ardência na pele;

  • Aerosol: É o que seca mais rapidamente de todos, mas, além de poder causar irritação na pele, manchas nas roupas, o líquido dele vem sob forte pressão combinado com gases. Aí que mora o maior perigo: temos de tomar cuidado para que o desodorante ou antitranspirante em aerosol spray que compremos não contenha os gases CFCs (clorofluorcarbonos), pois eles são gases poluidores que agravam o problema do efeito estufa e do aquecimento global.


Curiosidades:

  1. Nem todos os desodorantes têm ação antitranspirante, mas a maioria dos antitranspirantes tem também ação desodorante, porque eles também contêm substância que mascaram o odor.

  2. Outra substância que pode ser utilizada é o Leite de Magnésia. Por que? Depois que as bactérias presentes na pele metabolizam o suor, elas produzem alguns compostos ácidos de cheiro ruim (como o ácido butírico por exemplo). Quando usamos o Leite de Magnésia que tem em sua fórmula o hidróxido de magnésio, estaremos tornando o meio básico, o que irá provocar a morte das bactérias.

  3. Alguns alimentos em excesso podem aumentar o cheiro desagradável como por exemplo: alho, álcool, carne vermelha, alimentos picantes, aspargos, entre outros.


#expandmedico #saude #suor #desodorante #antitranspirante #cecê #transpiração #leitedemagnésia

7 visualizações

Expand Médico Ltda

Av. Wladimir Meirelles Ferreira, 1585. Sala 15. Jardim Botânico. Ribeirão Preto. SP

atendimento@expandmedico.com.br

Telefone: (16) 2111-9777 / 99316-2490